Metal na Lata

Narnia – “From Darkness to Light” (2019)

67176434_1396091460531134_8923868462472757248_n
Compartilhe

Narnia “From Darkness to Light” (2019)
Voice Music Gravadora | MusiK Records
#PowerMetal#ProgressivePowerMetal

Para fãs de: Queensrÿche, Circle II Circle, StratovariusYngwie Malmsteen

Nota: 9,5

Algumas bandas sofrem ao longo dos anos verdadeiras mutações sonoras: ora por reverem suas próprias ideias musicais, vezes por imposição de gravadoras, vezes pela força do tempo, afinal o tempo passa para todos, ou então simplesmente, por qualquer motivo que foge a compreensão mesmo daqueles fãs mais ávidos e fieis. Se ouvirmos com atenção a discografia do Narnia, percebemos que essas mudanças foram se dando de forma gradativa e não repentina.

Se em seus primórdios a banda era mais melódica e menos progressiva, sem se preocupar de soar Heavy Metal, hoje temos uma banda renovada, com um som moderno, maduro, fruto dos anos de rodagem na competitiva cena Power Metal. “From Darkness to Light” é um disco a ser degustado em pílulas. “A Crack in the Sky” abre o disco mostrando a proposta Prog Metal que a banda assimilou com o passar dos anos.

“You Are the Air That I Breathe” é a melhor de todas, com um riff de “encher os ouvidos” e Christian Liljegren canta de forma até mais comedida ao meu ver de forma intencional, para que o riff principal se sobressaia ainda mais. “Has the River Run Dry” poderia estar em qualquer dos trabalhos mais recentes do Stratovarius, com uma levada mais cadenciada.

“The War That Tore the Land” é outro destaque, com uma levada, digamos assim, “light”! Com um refrão em coro onde a palavra “Hallelujah” é entoada, mostrando mais uma vez, o lado cristão da banda. Para aqueles que não curtem a proposta, pulem essa faixa. A dobradinha da faixa título são duas partes completamente distintas, sendo a primeira uma ótima balada e a segunda, uma instrumental “malmsteeniana”, com lindas linhas de piano de Martin Härenstam.

Toda a vez que escuto Narnia percebo o motivo dos caras terem fãs tão fieis. Apesar de tocarem um estilo em que a concorrência é fortíssima, a forma como trata os fãs, os cuidados na produção, tudo muito bem feito e executado, fazem do Narnia uma banda de carteirinha de muitos headbangers, especialmente aqueles que aderem à proposta cristã. Ouça sem moderação, porque é bom demais!

Mauro Antunes

 

Compartilhe
Assuntos

Veja também