Metal na Lata

Voivod – “Morgöth Tales” (2023)

VOIVOD
Compartilhe

Voivod – “Morgöth Tales” (2023)

Century Media | Shinigami Records
#ProgressiveMetal #Crossover #Metal #ProgThrashMetal #Industrial #SpaceMetal

Para fãs de: Coroner, Vektor, Probot, Ministry, Fear Factory

Texto por Grade Marchiori

Nota: 8,5

O Voivod está de volta, oferecendo mais uma vez alucinógenos sonoros com um álbum comemorativo de seus 40 anos de formação!

Temos observado, ao longo dos últimos anos, um ressurgimento desses emblemáticos canadenses doidões (no melhor sentido). Após o falecimento de seu membro fundador, o guitarrista Piggy, em 2005, devido ao câncer, eles parecem ter se dedicado a resgatar sua sonoridade. Talvez não um resgate, mas uma celebração de todas as suas fases, do thrash com crust e noise às suas passagens mais progressivas e indies.

Após o lançamento bem-sucedido de “Synchro Anarchy” em 2022 e o início das comemorações com um box de seus álbuns do início de carreira (seu momento mais reconhecido), o Voivod parece ter abraçado essa sonoridade atual como a receita para seu lançamento mais recente: uma coletânea intitulada “Morgöth Tales” (2023).

Não é segredo que Away (bateria) e Snake (vocais) nunca economizaram em ideias incomuns em seus discos semi conceituais, e não seria diferente desta vez. O álbum captura toda a aura de caos espacial e distopias dignas de um conto de William Gibson, aproveitando magistralmente elementos e avanços em gravação para dar uma roupagem atual aos seus clássicos. Essa abordagem mais contemporânea parece casar-se com as ideias de uma forma não vista antes de “Synchro Anarchy”, dando a sensação de que toda a maluquice da banda finalmente encontrou sua roupagem ideal.

“Morgöth Tales” traz 11 faixas de regravações que soam melhores do que as originais (feito raro), incluindo clássicos como “Killing Technology” e “Thrashing Rage”, além de um som novo em folha que carrega o nome do álbum e ganhou o melhor videoclipe da carreira da banda. Para começar, eles ainda soltaram um cover inusitado do Public Image, como só poderia ser.

Não podemos deixar de avisar que o Voivod não é uma banda para ouvintes mais tradicionais, porém, este material certamente oferece uma excelente porta de entrada para essa viagem sonora.

Compartilhe
Assuntos

Veja também