Metal na Lata

Lynch Mob – “Babylon” (2023)

lynch_mob
Compartilhe

Lynch Mob – “Babylon” (2023)

Frontiers Music | Shinigami Records
#HardRock

Para fãs de: Dokken, Ratt, Buckcherry, Alter Bridge

Texto por João Paulo Gomes

Nota: 6,5

George Lynch nos apresenta o 8º álbum e a nova encarnação do Lynch Mob que agora conta com Gabriel Colon (vocais), Jaron Guilino (baixo), Jimmy D’Anda (bateria: Bulletboys) e o próprio Lynch nas guitarras.

Depois de um começo animador, com a hipnótica e sombria “Erase” que grita Lynch Mob por toda a sua execução, “Time After Time” que é tão The Cult quanto o próprio, o groove de “Caught Up” e a vanhaleniana “I’m Ready”, o álbum entra no automático, mesmo com vários “easter eggs” espalhados pelas músicas, e a zeppeliana “The Sinner” é a última lufada de ar fresco.

George Lynch ainda mostra o porquê de ser um monstro da guitarra com riffs ardentes e solos matadores (mesmo sem causar o mesmo impacto de outrora e em alguns momentos parecer repetitivo) e Colon segura bem o rojão em seu primeiro trabalho, mas a expectativa criada pelo início promissor não se concretiza até o fim.

Sem deixar de ser um álbum honesto, “Babylon” apesar de não reviver os grandes momentos de Lynch, mostra ainda haver mais do que uma fagulha para (re)ascender este fogo.

Compartilhe
Assuntos

Veja também