Metal na Lata

Suicide Silence – “Remember… You Must Die” (2023)

suicide_silence_remember_you_must_die
Compartilhe

Suicide Silence – “Remember… You Must Die” (2023)

Century Media Records
#Deathcore #DeathMetal

Para fãs de: Chelsea Grin, Whitechapel, Thy Art Is Murder

Nota: 9,0

Formado em 2002 o Suicide Silence percorreu um longo caminho desde sua estreia com “The Cleansing”, disco aclamado até os dias de hoje é um marco no Deathcore, passando pela trágica morte do vocalista Mitch Lucker em um acidente, e se mantendo firme com o novo vocalista Hernan “Eddie” Hermida, lançando mais três álbuns e expandindo o som com alguns elementos diferentes.

Agora lançando seu sétimo álbum de estúdio, “Remember… You Must Die”, a banda levou seu som direto para o começo de tudo, voltando ao básico. Começando com “Remember…”, uma introdução com sintetizadores sinistros, a faixa prepara o ouvinte com uma distorção no final, sabendo que tudo vai ser destruído em “You Must Die”, um dos destaques do disco. “Capable of Violence (N.F.W.) é igualmente pesada e conta com ótimas partes com vocais limpos. Um fato interessante é que os vocais, normalmente se igualando a guinchos de porcos e ruídos desagradáveis, fica um pouco de lado no álbum, mas não espere algo totalmente limpo, apenas algo mais compreensível e de fácil entendimento.

Já em “Fucked For Life” a banda aposta tudo no Deathcore oldschool (se é que dá para falar que isso existe), deixando Hermida mostrar o melhor da podridão nos vocais. Nesse ponto devemos comentar que todas as músicas são excelentes, e parece injusto apontar apenas algumas aqui, então quando for ouvir certamente irá gostar do álbum como um tudo, principalmente pelo baterista Ernie Iniguez que brilha em todas as faixas, com precisão e velocidade, por exemplo, em “Kill Forever” e “God Be Damned”. Essa última também é marcada por um ótimo solo de guitarra de Chris Garza e Mark Heylum, deixando-os em destaque. A produção também ganha pontos, já que é possível ouvir todos os instrumentos, coisa que às vezes é difícil em outros discos de Deathcore, mesmo com toda sujeira e brutalidade presente nas faixas.

No final “Remeber… You Must Die” mostra que o Suicide Silence ainda é uma das maiores bandas de Deathcore, que mantém a pegada brutal, adicionando alguns elementos diferentes, mas sem deixar para trás tudo que realizaram e conquistaram até hoje. O álbum serve como um bom ponto de partida para novos fãs e alegra os antigos, então aproveite a oportunidade e ouça a banda em seu melhor.

Lucas David 

Compartilhe
Assuntos

Veja também